A moment of rest

Nina

2003-2014

A geometric conversation

The Unbearable Lightness of Being

Es muss sein - In this novel, the phrase comes up when Tomas is debating whether or not to return to Prague after Tereza has left him in Zurich. Once he decides to follow her back, he tells his new boss: “es muss sein”. In other words: he has to follow Tereza back. It is his fate – he has no choice. (…)

A different point of view

Inevitabilidades

farbigen Linien

"Deixa-me errar alguma vez,

porque também sou isso: incerta e dura,

e ansiosa de não te perder agora que entrevejo

um horizonte.

Deixa-me errar e me compreende

porque se faço mal é por querer-te

desta maneira tola, e tonta, eternamente

recomeçando a cada dia como num descobrimento

dos teus territórios de carne e sonho, dos teus

desvãos de música ou vôo, teus sótãos e porões

e dessa escadaria de tua alma.

Deixa-me errar mas não me soltes

para que eu não me perca

deste ténue fio de alegria

dos sustos do amor que se repetem

enquanto houver entre nós essa magia.”

Lya Luft

"O amor bate na porta 
o amor bate na aorta, 
fui abrir e me constipei.”

Carlos Drummond de Andrade, in ‘Brejo das Almas’

"Tão velho estou como árvore no inverno, 
vulcão sufocado, pássaro sonolento. 
Tão velho estou, de pálpebras baixas, 
acostumado apenas ao som das músicas, 
à forma das letras”

Cecília Meireles

Há tanta suavidade em nada se dizer 
E tudo se entender —
Tudo metade 
De sentir e de ver… 

Fernando Pessoa

A calma é tão profunda
e abstracta que a sua fórmula não vem nos livros
e não há movimentos que a desenhem
o importante não tem tamanho para caber na televisão.
Gonçalo M. Tavares